Skip to content

Show caro, meia entrada e download ilegal… uma coisa tem a ver com a outra.

23/11/2010

Esqueça. Meia entrada não existe. Carteirinha de estudante não serve pra nada, a não ser dobrar o preço do ingresso inteiro. Se você acha que está pagando meia entrada, simplesmente esta sendo inocente… e inflacionando os preços gerais de eventos culturais.

“Como assim?”, pergunta você… “Toda vez que compro um ingresso de show ou cinema, eu pago metade da inteira… logo…. …”. Logo nada. Você paga o que deveria ser a inteira, mas virou meia entrada.

A conta é simples. Peguemos como exemplo um show. É sabido que 80% ou mais das entradas vendidas para um show são “meia-entrada”. O custo de trazer a banda é o mesmo, com ou sem meia entrada. O dos equipamentos, idem… assim como locação do espaço, segurança, publicidade, infra-estrutura… etc etc etc. Os custos continuam o mesmo, certo? O número de ingressos vendidos à um preço X, também continua sendo o mesmo (o número de datas disponíveis é limitada, se levarmos em conta que a oferta é maior que a demanda…).

Assim sendo, a quantidade de dinheiro que deve ser arrecadada para pagar os custos e gerar lucro é a mesma, com ou sem meia entrada. Se a oferta de ingressos não é elástica a ponto de compensar a meia entrada (e 90% das vezes não é), qual a solução? Se a grande maioria de ingressos vendida é meia-entrada, a solução é dobrar o preço do que seria cobrado entrada “inteira”, para conseguir o mesmo valor com a meia entrada… entendeu?!

Sendo os custos fixos iguais com ou sem meia entrada, e o número de entradas que é possível vender, também (seja pelo local, seja pela demanda ou pelo número de datas possíveis com determinado artista), o valor que deve ser arrecadado é o mesmo. Então, a meia entrada deve ser o preço real que deveria ser cobrado, se ela não existisse.

A conta só seria outra se houvesse duas outras variáveis (juntas ou separadas), ao meu ver: 1- se a meia entrada fosse limitada a mais ou menos uns 20% ou 25% do total dos ingressos; 2- se ela fosse subsidiada… isto é, se o governo pagasse a outra metade do ingresso faltante (ou ao menos um bom percentual dela). Isso faria com que o valor o ingresso inteiro fosse menor, e assim a “meia-entrada” realmente seria vantajosa (e não só uma ilusão para enganar o governo e estudantes).

Somando-se a isso ao fato de que os downloads ilegais encarecem os cachês das bandas (como elas não ganham mais dinheiro algum com venda de músicas, tem de bancar as gravações e custos dos novos álbuns com dinheiro dos shows…), os ingressos para shows ficam cada vez mais caros, e a meia entrada passa a ser cada vez mais uma medida “pra estudante ingênuo ver”.

Isso porque nem citei os “espertinhos” que falsificam a meia entrada, achando que estão fazendo algo super legal, normal e aceitável (mas essa discussão ética fica pra outro post…).

Abraços!

(Edição 17:12) PS.: como lembrou muito bem meu amigo Laurrent (um ótimo baterista, por sinal) a ganância dos empresários da área é um fator importante para explicar altos preços em eventos culturais (quando houve uma limitação da meia entrada à 30% dos ingressos, não houve uma redução imediata dos preços). Não sou ingênuo de achar que são coitados e pessoas altruístas. O que quero tentar mostrar com esse post é que a meia entrada não existe na prática e é prejudicial para o mercado cultural como um todo.

Porém só acabar com ela não é a solução. Esta passa por maiores investimentos na área (e uma maior concorrência), uma política séria do governo em relação à cultura, diminuição da carga tributária e, acima de tudo, um aumento na renda média do brasileiro (que teria mais dinheiro para gastar com “supérfluos”). Outra solução seria a dimnuição da demanda dos ingressos, e assim os empresários seriam obrigados e diminuir os preços pra vender… como eles cobram o que querem, e muita gente paga, tudo fica na mesma.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: