Skip to content

Burning Plague – Burning Plague

25/02/2007
Esse realmente ninguém conhece. Burning Plague é belga, do final dos anos 60, que toca blues. Sim, pode achar estranho, mas os caras fazem um som muito bom e que coloca muitas bandas americanas pra trás. Este é o primeiro álbum da banda (omônimo à banda), e único com sua formação original (em 1992 aconteceu a volta do Burning Plague, porém com diferentes músicos).


O CD começa com a música mais conhecida do grupo (o que não significa que seja realmente conhecida) chamada A38. Blues, reto, mas com um sotaque belga no inglês. Quem ouve a guitarra, reconhece logo duas claras influências da banda: Jimi Hendrix e Eric Clapton. Há momentos no álbum em que parece que Hendrix é quem toca. A38 não é lenta nem rápida, mas é marcada e mostra como a banda é. Nada de firulas: rock blues do bom, pra quem gosta do estilo.

A segunda música é um slow blues bastante calmo: guitarra setentista, voz rasgada com sotaque inglês e bastante felling pra fazer tudo andar. Bateria e baixo de blues: sem grande destaque, mas faz o necessário para fazer a música ficar boa. O solo desta música é bastante bonito: não é rápido, mas tem uma melodia linda.

Grande parte do disco (que é pequeno, tem somente oito músicas) segue esta linha: blues, seja lento ou rápido. É sim um pouco repetitivo para quem não é fã do gênero, mas para quem gosta é um prato cheio. Esta é uma banda que tem personalidade forte, e dá pra sentir isso no passar das faixas.

Uma música que difere um pouco desta linha é chamada Night Travellin’ Man, quinta do disco. Logo de cara, percebe-se que é mais rock’n’roll do que o resto, apesar do blues estar presente na estrutura melódica. Porém a guitarra é mais contínua e faz acordes cheios. Quem gosta de Strokes e Kings of Leon perceberá bastante semelhança no estilo (aliás, como curiosidade: o riff inicial de Red Morning Light, do primeiro disco do Kings of Leon, é bastante parecido com o riff inicial de Night Travellin’ Man. Será uma coincidência??). Vale uma ouvida especial nesta música.

Bem, este é um álbum que poucos conhecem, e muitos vão adorar conhecer. É para quem curte rock e blues setentista, bastante disseminado por bandas inglesas e americanas. Além disso, é bastante legal perceber que há coisa bastante boa que ocorre em países onde não imaginamos que possam ocorrer (blues belga??). Não consegui achar um vídeo do Burning Plague. Se alguém souber onde posso achar para publicar aqui, por favor, avise.
Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Woody permalink
    25/02/2007 19:22

    Essa banda belga do post de hoje acho que só você conhece mesmo! Me interessei, só preciso ver onde vou achar material deles!

  2. Bruno Canato permalink
    11/03/2007 09:46

    Passagem rápida – retomando o último assunto, olha uma coluna de música – http://www.onne.com.br/modules.php?name=browse&mode=page&grpid=90 – ignora as opiniões e foca o formato. (E eu ignoro o formato, que esse site é uma bosta em arquitetura…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: