Skip to content

A Bad Donato – João Donato

21/01/2007
Poucos conhecem esse pianista, que é um ícone quando falamos de bossa nova e samba (muito conhecido como parceiro de João Gilberto). Já tocou com diversos nomes da MPB, compondo e gravando músicas muito conhecidas, mas que poucos sabem que são dele.

Dos poucos que conhecem esse grande artista, uma parcela menor ainda conhece esse CD: A Bad Donato. Todo gravado nos EUA, é um disco que explora muito o jazz e o funk, de forma elétrica (surpreendentemente). Esqueça o Donato de melodias em pequenas células e sons calmos e “acústicos”. Aqui, ele demonstra harmonias complexas e eletrificação para dar vazão à sua criatividade e improvisação. Muitos instrumentos envolvidos e muitos efeitos fazem com que as músicas fiquem cheias e tenhamos de prestar atenção para ouvir as maravilhosas melodias. Segundo ele mesmo, todo o processo de gravação foi feito ao vivo, em estúdio, e com muito LSD na cabeça: “Tava na época do LSD, não sei o quê. (…) Eu fiz o disco mais barulhento que me lembro de ter feito”. Barulhento, porém genial.

O disco começa com uma música ótima, chamada The Frog. É confusa, mas é ótima mesmo assim. Um jazz funk que define bem o CD. A segunda música surpreende pelo fato da percussão lembrar ritmos latinos, e o tema não ter nada a ver com isso. É uma mistura que, aparentemente, deu certo.

Voltando às origens, Cadê Jodel?, quinta música do álbum, é uma bossa nova eletrificada, com batidas e efeitos bem funky. Dá pra perceber a bossa na melodia do piano e na forma de condução da música, porém as características do estilo param por aí.

Dá pra ficar horas aqui falando de cada música, de cada característica das composições e das gravações. Tudo é muito rico e muito diferente. Experimental, até. Porém paro por aqui e deixo a curiosidade no ar para os que se atreverem a abrir a mente e os ouvidos e ouvirem algo pouco usual, mas que falta à música contemporânea.

Pra quem realmente quer conhecer algo novo, sem preconceito. Pra quem já curte jazz, funk e lattin jazz (ou quer conhecer). Ou só pra quem está a fim de ouvir algo que nunca ouviu, e que provavelmente não ouvirá e outro álbum. Em suma, corra atrás por que vale muito a pena!

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Thais Bonizzi permalink
    23/01/2007 01:14

    Amei o estilo e as musicas escolhidas de hoje, vou procurá-las assim que der!
    Como sempre, um ótimo crítico!
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: